A Vida é uma eterna procura.
Este blog é uma viagem interior e o reflexo de uma permanente busca do encontro
com O Deus-Amor, com o próximo, comigo própria...

Enfim, é o espelho de um espírito inquieto.

Pintura de Paul Klee

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

A descoberta de um poema que, escrito há quase um século, também vale para 2010...

Caminha placidamente por entre o ruído e a pressa, e lembra-te da paz que existe no silêncio.
Tenta, na medida do possível, estar de bem com todos.
Exprime a tua verdade com tranquilidade e clareza.
Escuta quem te rodeia, inclusive as pessoas desinteressantes e incultas; também elas têm uma história para contar.
Evita gente conflituosa e agressiva que tanto mal faz ao espírito.
Se te comparares com os outros poderás tornar-te amargo ou arrogante, pois haverá sempre alguém melhor e pior que tu.
Regozija-te com as tuas conquistas e os teus projectos.
Mantém vivo o interesse pela tua carreira por mais humilde que seja; é um verdadeiro bem, nesta época de constante mudança.
Sê prudente nos teus negócios – o mundo está cheio de armadilhas.
Mas não feches os olhos à virtude que existe em teu redor, nem às pessoas que defendem os seus ideais e lutam por valores mais altos – a vida está cheia de heroísmo.
Sê tu próprio.
Acima de tudo, não sejas falso, nem cínico em relação ao amor que, face a tanta aridez e desencanto, se mantêm perene como uma haste de erva.
Aceita com serenidade a passagem do tempo, sabendo deixar graciosamente para trás as coisas da juventude.
Cultiva a força de espírito, para te protegeres de azares inesperados.
Mas não te atormentes a imaginar o pior. Muitos medos nascem do cansaço e da solidão.
Mantém uma autodisciplina saudável mas sê benevolente contigo mesmo.
És um filho do Universo, como as árvores e as estrelas.
Tens todo o direito ao teu lugar no mundo.
Poderá não ser claro para ti, mas a verdade é que o Universo está a evoluir como previsto.
É importante, assim, que estejas em paz com Deus, seja qual for a tua concepção d’Ele, e em paz com a tua alma, sejam quais forem os teus anseios e aspirações no ruidoso tumulto da vida.
Apesar de todos os enganos, dificuldades e desilusões, vivemos num mundo bonito. Alegra-te.
Luta pela tua felicidade.
Go placidly amid the noise and haste,
and remember what peace there may be in silence.
As far as possible, without surrender, be on good terms with all persons.
Speak your truth quietly and clearly; and listen to others,
even to the dull and ignorant; they too have their story.

Avoid loud and aggressive persons, they are vexations to the spirit.
If you compare yourself with others, you may become vain and bitter,
for always there will be greater and lesser persons than yourself.
Enjoy your achievements as well as your plans.

Keep interested in your own career, however humble;
it is a real possession in the changing fortunes of time.
Exercise caution in your business affairs,
for the world is full of trickery.
But let this not blind you to what virtue there is;
many persons strive for high ideals,
and everywhere life is full of heroism.

Be yourself. Especially do not feign affection.
Neither be cynical about love;
for in the face of all aridity and disenchantment
it is as perennial as the grass.
Take kindly the counsel of the years,
gracefully surrendering the things of youth.
Nurture strength of spirit to shield you in sudden misfortune.
But do not distress yourself with dark imaginings.
Many fears are born of fatigue and loneliness.

Beyond a wholesome discipline, be gentle with yourself.
You are a child of the universe no less than the trees and the stars;
you have a right to be here. And whether or not it is clear to you,
no doubt the universe is unfolding as it should.

Therefore be at peace with God, whatever you conceive Him to be.
And whatever your labors and aspirations,
in the noisy confusion of life, keep peace with your soul.
With all its sham, drudgery and broken dreams,
it is still a beautiful world.
Be cheerful. Strive to be happy.

Max Ehrman, 1927

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Hermana Glenda - Sólo hay una cosa importante

Neste tempo de Natal concentremos a nossa atenção no que realmente importa.
Assim será mais fácil ganhar ânimo e motivação para, no resto do ano,
vivermos com autenticidade e verdade.

domingo, 20 de dezembro de 2009

O Poder do Bem

"Nem imaginamos o bem que fazemos
quando fazemos algo bem."
"Experimentemos a fazer o bem
a quem não nos pode fazer o bem,
porque dentro dessa pessoa
vive Alguém..."
Padre João Avelino

sábado, 19 de dezembro de 2009

Brrrrrr!!!!....

Está um frio danado!
Nestes dias dou por mim a cantar esta canção:
Ai o tempo tão frio lá fora
Mas em casa há calor agora.
E nós p´la janela a olhar:
Vai nevar, vai nevar, vai nevar!

Há um belo bolo bom na mesa
E uma vela bonita acesa.
É o Natal a chegar:
Vai nevar, vai nevar.

Quando logo, ao dizer “boa noite”,
Com vontade de adormecer.
Volta a neve cair lá fora
E o dia quase a nascer!

Acordamos e continua
Muito frio a viver na rua
E o dia nasce a cantar
Vai nevar, vai nevar, vai nevar!

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Mafalda Arnauth - O Mar Fala de Ti

Momento de Perfeição...

Eu até nem sou grande apreciadora de fado (é um dos meus defeitos :)), mas este, com a interpretação incrível da Mafalda Arnauth, deixou-me completamente rendida!

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Balançar

Fabulosa canção de Mafalda Veiga.
Ouvi-a pela primeira vez aqui há uns dias no rádio, numa versão belíssima em dueto com o Tiago Bettencourt. Não a descobri em mais sítio algum, por isso aqui deixo a interpretação original, que também é lindaaaaaa!

Pedes-me um tempo,
para balanço de vida.
Mas eu sou de letras,
não me sei dividir.
Para mim um balanço
é mesmo balançar,
balançar até dar balanço
e sair..

Pedes-me um sonho,
para fazer de chão.
Mas eu desses não tenho,
só dos de voar.

Agarras a minha mão
com a tua mão
e prendes-me a dizer
que me estás a salvar.
De quê?
De viver o perigo.
De quê?
De rasgar o peito.
Com o quê?
De morrer,
mas de que paixão?
De quê?
Se o que mata mais é não ver
o que a noite esconde
e não ter
nem sentir
o vento ardente
a soprar o coração...

Pedes o mundo
dentro das mãos fechadas
e o que cabe é pouco
mas é tudo o que tens.
Esqueces que às vezes,
quando falha o chão,
o salto é sem rede
e tens de abrir as mãos.

Pedes-me um sonho
para juntar os pedaços
mas nem tudo o que parte
se volta a colar.

E agarras a minha mão
com a tua mão e prendes-me
e dizes-me para te salvar.
De quê?
De viver o perigo.
De quê?
De rasgar o peito.
Com o quê?
De morrer,
mas de que paixão?
De quê?
Se o que mata mais é não ver
o que a noite esconde
e não ter
nem sentir
o vento ardente
a soprar o coração.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Nada temo!

Uma oração que me diz muito,
que me reconforta, anima
e ajuda a serenar o espírito
nos momentos mais difíceis,
e com a qual me sinto em sintonia
nos momentos mais felizes:

“Se me envolve a noite escura
E caminho sobre abismos de amargura,
Nada temo porque a Luz está comigo.

Se me colhe a tempestade
E Jesus vai dormir na minha barca,
Nada temo porque a Paz está comigo.

Se me perco no deserto
E de sede me consumo e desfaleço,
Nada temo porque a Fonte está comigo.

Se os descrentes me insultarem
E se os ímpios mortalmente me odiarem,
Nada temo porque a Vida está comigo.

Se os amigos me deixarem
Em caminhos de miséria e orfandade,
Nada temo porque o Pai está comigo.

Se me envolve a noite escura
E caminho sobre abismos de amargura,
Nada temo porque a Luz está comigo.”

sábado, 5 de dezembro de 2009

Why do you have to be like others?

"Why am I different from others?"
"Why do you have to be like others?
Music is a visible thing.
Close your eyes.
You will see."

História de uma menina surda-muda
que aprende a tocar violino
apesar das contrariedades.
Publicidade construtiva.

Cânone em Ré Maior, de Johann Pachelbel

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Não basta apagar o fogo.

Foto da frente de combate ao incêndio que devastou a Austrália
Não vou comentar. A imagem diz tudo.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Tell Me Why - Declan Galbraith

Um garoto com uma voz e uma presença incríveis,
que dão uma dimensão ainda mais completa
a esta mensagem forte.